Notícias

29/03/2019 | 13h38min

A magia do samba do nosso Sarau Literário no Festival #VivaCultura

No sábado, dia 06 de abril, o Colégio São Judas Tadeu vai apresentar mais uma edição do Sarau Literário. Desta vez, o evento integra a programação oficial do Festival #VivaCultura, promovido pela Livraria Cultura e inicia às 14h na loja localizada no Bourbon Country com entrada franca.

Com o tema “A magia do samba: descendo a ladeira e tomando a avenida”, o Sarau vai abordar a história do samba em nosso país: iniciando com a confluência dos ritmos europeus e africanos no Brasil Colônia, passando pela abolição e formação das favelas nos morros cariocas, formação dos primeiros blocos, cordões e escolas de samba, sempre aproximando das questões sociais e políticas da época.

As músicas e poesias serão interpretadas pelos professores David Freitas e Márcia Roque, juntamente com os alunos Ana Paula Barbosa, Gabriela Bochenek, Gabriela Moraes, Gabriela Pereira, Júlia Dobler, Kayron Espindola, Malu Fernandes, Mariana Ribeiro e Victor da Rosa. O projeto conquistou o bronze na categoria Desenvolvimento Cultural do 13º Prêmio de Responsabilidade Social do Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (SINEPE/RS) em 2018.

A trajetória do Sarau Literário

O Sarau é um momento de aprendizagem transdisciplinar, no qual os alunos são apresentados a uma determinada temática através da música e da literatura, realizando performances de canções e dramatizações. A atividade proporciona a integração e valorização de talentos da comunidade escolar: tanto professores quanto alunos atuam e cantam juntos. O projeto foi criado em 2013, inicialmente, para ser apresentado para os alunos do Ensino Médio e em 2016 passou a ser apresentado ao público.

Na estreia, em 2013, o homenageado foi Vinícius de Moraes. No ano de 2014, em alusão aos 50 anos do Golpe Militar de 1964, foram trabalhados conteúdos atuais relacionados ao contexto histórico. Em 2015, o Sarau tratou do tema homossexualidade e libertação sexual, com Caio Fernando Abreu e Cazuza.

O ano de 2016 deu um salto na trajetória do Sarau. O evento passou a ser apresentado ao público e trouxe nomes como Elis Regina, Adélia Prado e Carlos Drummond de Andrade para permear a história do Colégio, que completava 70 anos. No ano passado, o feminismo e a participação das mulheres na arte foi o assunto. Cinco alunas do ensino médio encenaram poemas de autoras como Clarice Lispector, Adélia Prado, Hilda Hist, entre outras.

Voltar